Home América do Sul Brasil Sul Bento Gonçalves em Família: 7 dias pela toscana brasileira
Bento Gonçalves em Família: 7 dias pela toscana brasileira

Bento Gonçalves em Família: 7 dias pela toscana brasileira

0

 

Quando escolhemos o destino para Bento Gonçalves, procuramos muito na internet dicas de passeios com crianças e chegamos a conclusão que pouco se fala, a não ser para casais, lua-de-mel e grupos de amigos que queiram curtir a rota dos vinhedos e suas degustações. Para família é sempre indicado um Roteiro Gramado e Canela. E as vinícolas, e as casinhas de pedra, e as ovelhinhas?
Então, foi aí que resolvemos encarar esse desafio delicioso e montar um roteiro diferenciado, especialmente voltado para a nossa diversão com a Luna e assim compartilhar com todos que seguem o Viajando por Aí e dizer que Bento Gonçalves é sim, muito bacana em família!
A nossa viagem foi de uma semana pois queríamos ver tudo com calma e curtir cada minutinho das rotas desenhadas mas consideramos que em 4 dias é possível ver o supra sumo de lá. Com as sugestões que demos em nosso roteiro dá para pinçar as partes de maior interesse para cada família. (Roteiro de 4 dias )

Como chegar?

Bento Gonçalves é uma cidade do Rio Grande do Sul com muitas atrações e considerada a capital da uva e do vinho. Fica cerca de 120 km de Porto Alegre, fazendo tranquilamente em 1h30. Alugamos um carro para 7 dias de passeio que custa em torno de R$1.100,00 e gastamos um tanque cheio (R$240,00). A estrada é ótima, bem sinalizada e asfaltada. No balcão de informações turísticas do aeroporto é possível conseguir um mapinha do caminho. Para pegar a estrada do aeroporto é o mesmo caminho da Rota Romântica até São Leopoldo (antes de Nova Hamburgo) quando se deve ter atenção para seguir as indicações para Caxias do Sul.
 
Estrada para Bento Gonçalves
 
 Ao chegar na cidade vá até o centro de turista que fica ao lado do portal da cidade em formato de barril de vinho. Lá pegue os mapas e as informações de cada rota que pretende fazer. Para esse roteiro completo pegamos os mapas do Caminhos de Pedra, Rota dos Vinhedos, Vale Rio das Antas, Rota Encantos da Eulália, Rota das Cantinas Históricas e um mapinha da cidade.
Centro de Informações ao Turista, na entrada da cidade (ao lado do portal)

Onde se hospedar?

Em Bento Gonçalves é possível encontrar hotéis luxuosos como é o Spa do Vinho até pousadas mais simples.
Nós escolhemos ficar em um pouco central para todos os passeios e foi, sem sombra de dúvida, a melhor escolha. Nos hospedamos no Borguetto Santanna, uma pousada charmosa super bem localizada no início do Vale dos Vinhedos e com uma vista espetacular para o vale. Aliás, foi considerada por diversas revistas de turismo como uma das vistas mais bonitas do mundo!
Paulinho relaxando com a vista do Vale dos Vinhedos.
Ela possui estrutura com casas de pedra e suítes diferenciadas. Parece muito com uma vila na Toscana. Divino! Nós ficamos na Casa das Ervilha e amamos!

Quando ir?

O sul tem seus inúmeros contrastes de estação e cada qual suas particularidades. Conversando com as pessoas a melhor época para ir a Bento Gonçalves é de janeiro até o início de março, no período da Vindima, que é a festa da colheita e pisa das uvas. Os parreirais ficam coloridos com os cachos pesados de uvas de todas as cores. Em todos os lugares pipocam muitas atrações em família. O resto do ano tem atrações nas vinícolas e atividades diferenciadas em cada uma. Cantoria, visitação, degustação e interatividade sempre terá.

 

Dia # 1

 

Rota Caminhos de Pedra
Essa rota é uma das mais importantes de lá pois são 12 km de muita história sobre a chegada dos primeiros imigrantes italianos na região. É uma verdadeira viagem no tempo por casarios de pedra e madeira que dão um charme ao vilarejo.
Chegamos por volta das 8h30h da manhã que foi um ótimo horário… principalmente se for final de semana que a estrada acaba tendo um movimento maior de turistas.
A nossa primeira parada foi para uma foto e visita à Casa Ângelo que é uma casa linda de 1889 construída de basalto irregular preto unidas por uma mistura de feno, palha de trigo e estrume de vaca. Hoje funciona um restaurante.
Luna fazendo pose no jardim da Casa Ângelo.
A segunda parada foi a Casa do Tomate, um sítio fofo bem escondidinho no final de uma estradinha de chão. Lá nos explicam toda a história do Caminho de Pedra e por isso que é bem legal iniciar por lá. Depois conhecemos os diversos produtos que eles fazem e destaque especial para as geleias e molhos. Para os que gostam de cerveja tem a cerveja de tomate!
Fachada da Casa do Tomate
Produtos para degustação
A terceira parada foi no Parque das Ovelhas, um lugar fantástico para crianças. Quando você chega as atendentes te recebem super bem e com muita simpatia. Há diversas atividades para a família a cada 30 minutos a partir das 9h e optamos por fazer a degustação dos produtos, pastoreio das ovelhas com o cão da raça Border Collie e amamentação das ovelhinhas. Muito bacana e a Luna se divertiu muito!
Esse passeio completo sai por R$25,00 o adulto e criança acima de 12 anos e idoso R$12,00.
Almoço: fomos ao Restaurante Nona Ludia bem pertinho de lá. O bacana do lugar é que é outra linda casa de pedra com um fato super interessante no jardim: uma árvore cujas raízes formam uma gruta que serviu de abrigo para uma família de imigrante enquanto construíam a casa.
O buffet custa R$48,00 e é maravilhoso com pratos caseiros e ingredientes fresquinhos da horta. A Graziela, proprietária do Nona Ludia, é um amor e recebe a todos com um sorriso largo e muito carinho. Não deixe de experimentar os sucos naturais que eles fazem na casa que são de enlouquecer (suco de uva verde, uva tinto e pêssego). Eles não fazem reserva.
Depois do almoço fomos passear e tirar algumas fotos na Cantina Strapazzon, onde foi gravado o filme O Quatrilho, e a Casa da Erva-Mate, famosa pelo seu moinho d’água. Simplesmente lugares encantadores…

 

 No final de tarde, fomos conhecer a Casa das Cucas Vitiaceri, que fica em frente a Casa da Erva-mate e degustar essas deliciosas iguarias em um piquenique especial no seu lindo jardim. Outra opção é sentar-se à beira do lindo lado do outro lado da estrada. A cesta é especialmente preparada pela família com os produtos fresquinhos. Durante a vindima as pessoas podem passear nos parreirais e colher as uvas para o lanche. Preço por pessoa: R$65,00 sem bebidas.
O jardim da casa das Cucas é lindo.

 

Produtos da cesta de piquenique

 Dia # 2

Rota dos Vinhedos
Passear pelas vinícolas de Bento Gonçalves é conhecer um cantinho da Toscana Brasileira. O lugar é muito parecido… Com estradinhas curvas emolduradas por colinas e muitas uvas avista-se de vários pontos enormes terras quadriculadas desenhadas pelos parreirais, a sensação que se tem é que é uma colcha de pachwork. Ao longo da via encontramos farta gastronomia, arquitetura da imigração italiana e muita alegria. Em cada vinícola um programa diferente!
Optamos em realizar as atividades em vinícolas familiares e mais intimista, uma vez que as maiores recebem enormes grupos e acabam descaracterizando um pouco o que buscávamos, que é uma experiência em família. Essa atividade é chamada de Enoturismo.
Saímos do hotel e seguimos pela Rota dos Vinhedos. É um passeio inesquecível e em cada curva um suspiro por isso vale a pena ir devagar curtindo o lugar. A nossa primeira parada foi no Spa da Uva, um hotel luxuoso que pertence ao Grupo Marriott, lá tiramos fotos no parreiral, comemos uvas e nos divertimos muito, tudo de graça pois a parte externa do hotel fica aberta para a visitação. Seguindo mais à frente tem um castelo estilo medieval bem diferente chamado Cave de Pedra ótimo para fazer uma degustação e tirar ótimas fotos.
Almoço: fomos ao Zaccaron que é uma fábrica de sorrentinos e molhos, além de fazer o maravilhoso dolcettos freddo, um sorvete cremoso dos sonhos. O parto atende super bem e são 6 pasteizinhos estilo ravioli grande com vários recheios. Super indicamos o prato custa em torno de R$23,00.
Depois do almoço fomos conhecer a Biscotteria Itallini, uma casinha linda que fabrica biscoitinhos amanteigados a partir de receitas centenárias da vovó italiana. Jacinta e Lúcia, irmãs e sócias realizam uma oficina infantil de biscoitos (R$85,00) no porão da casa construída em 1965, o que remete à época da colonização italiana quando as famílias mantinham seus negócios no porão de suas casas. A Luna adorou tudo e ficamos enrolado e confeitando vários biscoitinhos e depois uma degustação mais do que especial!!!
Após essa experiência maravilhosa fomos à caminho da Vinícola Larentis fazer uma degustação dos vinhos e um piquenique nos parreirais. A família é uma simpatia e fomos recebidos por Vera e André, mãe e filho que tocam com a família a vinícola criada por Arcangelo Larentis. Preço por pessoa: R$60,00.
Delicioso brindar no meio dos parreirais da Larentis.
Dia # 4
Parque Salto Ventoso e Rota das Cantinas Históricas

Acordamos cedo e partimos para a cidade de Farroupilha que fica cerca de 25 km de Bento Gonçalves. estradinha boa fomos em busca do Parque Salto Ventoso que tem uma cachoeira linda de
55 metros de altura que no seu interior já serviu de abrigo para uma família que fugiu dos índios caigaingues. Chegando na cidade é só perguntar que todos indicam e a estrada é sinalizada.
O parque fica a 12 km da cidade e foi cenário para filmes como O Quatrilho e de  minisséries da Globo como o Quinto dos Infernos. Preço pro carro: R$5,00
Após uma manhã deliciosa manhã no parque fomos em direção a Rota das Cantinas Históricas. As chamdas cantinas eram os galpões antigos usados para guardar os mantimentos. São lugares carregados de saberes e memória que retratam a vida do colono e tem várias propriedades legais para se conhecer.
Almoço charmoso nos parreirais na Vinícola Cristófoli. É uma sensação indescritível o que vivemos. Além do almoço maravilhoso, estar embaixo das parreiras tomando um espumante ou suco de uva ouvindo uma música lounge e deitado nas almofadas… ahhh! Fantástico!!! Preço: R$250,00 para um almoço completo para um casal e uma criança pequena com direito à espumante e suco de uva.
Á tarde fomos visitar o Ecomuseu da Cultura do Vinho Dal Pizzol. É um parque enorme com várias estruturas: um lago lindo, vários animais soltos, parquinho e o Vinhedo do Mundo, um parreiral com mais e 400 tipos de uvas de mais de 30 países. Essa programação é gratuita.
Depois desse passeio fomos terminar o dia no Mirante do Irineu, na MonteVino, um lugar privilegiado no alto da montanha para você apreciar e reter imagens da deslumbrante paisagem vitícola única, que se revela num mosaico de cores entre vinhedos, vales e mata atlântica.
Dia # 5 

Experience Geisse e Passeio de Maria Fumaça 
Hoje o dia foi de aventura e começamos por um município pequenino perto de Bento Gonçalves chamado Pinto Bandeira. Fomos conhecer a Vinícola Geisse que produz espumantes maravilhosos já considerados um dos melhores do mundo. Todo esse projeto foi idealizado pelo chileno Mario Geisse, ex-enólogo da Chandon.Ao chegarmos lá, André, filho de Mario que toca os negócios da família, nos recebeu para uma visita à vinícola e logo em seguida já partimos para um passeio incrível em meio aos vinhedos e à mata nativa em um veículo 4×4.
Muita adrenalina e paisagens belíssimas, o percurso segue uma das primeiras picadas abertas pelos  imigrantes italianos quando chegaram à região. Todo o passeio é acompanhado pelo fiel Campeiro, um cão adotado pela família Geisse e que se diverte com os turistas. O ponto alto do passeio é a chegada ao Recanto Zen com um deck de madeira à beira de um riacho onde pudemos apreciar um espumante geladinho da Cave Geisse. O preço do carro varia de R$200,00 a R$350,00 dependendo do número de pessoas (de 1 a 5). Passeio sob agendamento.
Almoço: Casa Vanni. Simplesmente um lugar mágico… além da comida espetacular feita com profissionalismo e dedicação da Chef Gerusa, o espaço é uma celebração à família e aos sentidos. Enquanto esperamos a refeição ficamos curtindo o lugar que tem parquinho, lounge e um riacho relaxante.Todos os temperos vem da horta criada por Fábio, marido e sócio de Gerusa. O casal é um amor e recebem a todos com muita atenção e hospitalidade. Luna adorou o Capeletti de Carne (R$18,00) e nós adoramos o Filé da Casa (R$49,00). Uauuu!!

Partimos para a Estação Ferroviária para pegar o último horário de passeio da Maria Fumaça. Para isso é preciso chegar às 14h45 e embarcar em um  ônibus para Carlos Barbosa e voltar de trem, um percurso total de 2 horas.  A agência que faz esse passeio é a Giordani Turismo.

Adoramos todo o trajeto que é muito divertido, animado e seguro. A cada minuto muitas surpresas e os turistas celebram momentos incríveis no decorrer do passeio.
Quando chegamos no final do passeio fomos assistir ao show Epopéia Italiana (pacote opcional) que é um show de 45 minutos que conta toda a história da imigração, desde a vida deles na Itália, a viagem de navio, a chegada em lugar totalmente desconhecido e desabitado, o início da vida deles por aqui, desde o ano de 1875, quando chegaram. São vários cenários e vamos caminhando pelo espetáculo de sons, luz e muita emoção. Preço: R$94,00 por pessoa e meia entrada para idoso. Crianças até 5 anos não paga.
Dia #6 

Vale Rio das Antas
 
Saímos da pousada em direção ao Vale do Rio das Antas que fica depois da Rota das Cantinas Históricas. Fomos para a Vinícola Cainelli participar da colheita e pisa da uva. Chegamos lá e fomos recebidos pela calorosa família que é muito divertida e brincalhona. Nos juntamos ao grupo e caminhamos até os parreirais com cestas de vime para iniciar a colheita.
Durante a atividade tem várias senhoras que cantam as músicas tradicionais italianas e é montada mesas com o famoso merendim, um lanche com polenta bruscolada, frios, tortas regado a muito suco de uva.
Depois do lanche, voltamos para a casa principal de caminhão tuc tuc. Foi uma farra!!
E começou a pisa com muita música e dança! Uma atividade espetacular que adoramos!
Preço: R$65,00 por pessoa
 
Uma experiência maravilhosa na colheita, pisa e o merendim.

E depois de tanta comilança fomos gastar as calorias no Capitano Brutus, um empreendimento fantástico perto da Ponte dos Arcos (que liga Bento Gonçalves à Veranópolis) com várias atividades aquáticas. Chegamos lá e fomos recebido por Igor, que parece o Brutus do desenho do Popeye, e nos apresentou o local. Com um bar suspenso e um lounge bacana para as pessoas descansarem, é ideal para passar odia ou parte dele e fazer as atividades. Escolhemos fazer o passeio de lancha, que foi fantástico! O ponto forte é estourar um espumante no meio do Rio das Antas e curtir a paz do lugar e tomar um refrescante banho no rio. Preço do passeio de lancha: R$90,00 por pessoa.

Podemos pilotar a lancha por um momento…
Luna adorou a paisagem.




Dia #7 

Parque de Aventura Gasper


No nosso último dia, fomos conhecer o Parque de Aventura Gasper que fica na Rota Caminhos da Eulália.
O parque é sensacional com várias atividades de aventura como tirolesa, arvorismo, campo de paintball, rapel, paredão de escalada, trilha com quadrículo e um parquinho para os pequenos com mini tirolesa, mini arvorismo, escorrega, casinha de madeira e uma mini parede de escalada.
Eu e Paulinho fizemos a tirolesa, a trilha de quadricículo e o rapel no paredão de 135 metros (mas só desce até 70 metros) e volta Via Ferrata, uma escalada feita em degraus de grampos de ferro e a pessoa fica presa pela linha da vida, um cabo de aço clipado.
Nota dez para o parque em questão de organização, segurança, limpeza e atendimento. Indicamos com a maior tranquilidade.
Nós descemos o rapel e abaixo um vale com 135 metros de paredão.
Fabrício Sperotto, proprietário do local, e Paulinho iniciando a trilha.
Mini parque de aventura para os pequenos abaixo de 12 anos.

Esperamos que tenham curtido esta dica!!
Abraços,
Família Zenke

Curta a nossa página no www.facebook.com/viajandoporai

Inscreva-se no You tube  – vídeos novos toda semana  www.youtube.com/viajandoporaifz

Gostou? Compartilhe!

Facebooktwittergoogle_pluspinterestmail

Deixe uma resposta